Escolha uma Página

Uma das reclamações mais frequentes dos profissionais que estão em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho é a falta de retorno após os processos seletivos. Isso acontece porque, no geral, muitas empresas não sabem como dar feedback negativo ou desconhecem a importância dessa prática.

Tanto a ausência desse retorno como fazê-lo de maneira vaga não contribui em nada com o crescimento dos indivíduos. Pode parecer besteira mas, ao ajudar um profissional a evoluir, a organização melhora sua imagem no mercado.

Tendo isso em vista, este artigo tem como objetivo mostrar de que maneiras o RH pode dar um retorno construtivo aos candidatos, assumindo uma postura positiva perante os talentos que buscam por uma oportunidade. Continue a leitura e saiba mais!

Privacidade em primeiro lugar

Quando pensamos em um processo seletivo, logo vem a nossa mente uma sala cheia de candidatos, com dinâmicas e entrevistas coletivas. Contudo, esse agrupamento deve ser excluído na hora de estudar maneiras sobre como dar feedback negativo.

Esse tipo de resposta jamais deve ser dada publicamente. Em muitas seletivas de emprego, um ou mais profissionais são descartados durante essas etapas públicas, que todos os candidatos passam juntos. Entretanto, é bastante desagradável fazer essa eliminação durante o processo.

O ideal é que, em determinado momento, os profissionais sejam chamados para uma conversa individual. A dispensa nunca deve acontecer em meio a outras pessoas. Críticas públicas causam um constrangimento desnecessário e podem, até mesmo, manchar a imagem da empresa.

A empatia é uma virtude

Muitas pessoas entendem o feedback negativo como uma crítica à sua atuação profissional e às suas características pessoais, o que pode fazer com que elas passem por um período complicado de desmotivação ou gerar um sentimento de raiva.

Ao planejar a construção do diálogo, é imprescindível se colocar no lugar desse indivíduo antes de passar a mensagem, com o objetivo de encontrar a melhor maneira de motivá-lo para seguir em frente.

É comum e compreensível que a pessoa fique frustrada por não conseguir a vaga desejada. Por esse motivo, torna-se necessário ter em mente que você está lidando com um ser humano que carrega uma história de vida com dificuldades, erros e acertos.

Seja empático e procure manter a conversa focada nos requisitos da vaga, salientando que existem muitas outras oportunidades que podem se encaixar perfeitamente no perfil desse candidato.

A sinceridade também é uma virtude

Não há motivos para não ser sincero na hora de dar um feedback negativo. Nunca seja rude, mas não iluda a pessoa. O objetivo é contribuir para o crescimento profissional dela e, para isso, a verdade é fundamental. É necessário encontrar um equilíbrio entre a sinceridade e a forma com que o indivíduo vai receber essa mensagem. Coloque-se no lugar do ouvinte e procure dar conselhos que não vão feri-lo.

Quanto mais objetivo, melhor

Nem sempre o feedback negativo precisa ser dado pessoalmente ou em meio ao processo seletivo. Independentemente do canal escolhido, a mensagem deve ser transmitida de forma clara e objetiva.

Procure pontuar as características positivas observadas e só depois revele as questões que resultaram na reprovação. Relacione as habilidades presentes no candidato com as que eram desejadas para a empresa, esclarecendo os motivos da eliminação.

Ser objetivo sem parecer grosseiro pode parecer desafiador. Entretanto, é crucial para garantir que esse profissional receba o retorno adequado, sempre mantendo o tom acolhedor em sua fala.

Ninguém gosta de esperar

Como dar feedback negativo não é a pior coisa de um processo seletivo, acredite! Ficar dias esperando por uma resposta é ruim não só para o candidato, mas também para a empresa.

Organizações que não respeitam prazos tendem a perder credibilidade no mercado. Profissionais conversam entre si e se você espera muito tempo para dar um retorno ou deixa de fazê-lo, acaba criando uma atmosfera negativa em torno do nome da corporação.

Caso o candidato esteja participando de muitas seletivas de emprego ao mesmo tempo, pode não se lembrar das avaliações, e todo o trabalho acaba sendo em vão, pois não surte o efeito esperado.

O processo seletivo é uma via de mão dupla

Durante uma seletiva de emprego, duas avaliações ocorrem simultaneamente. Por um lado, temos a gestão de RH analisando os candidatos. De outro, a empresa está sendo avaliada o tempo todo por esses indivíduos.

A construção da imagem corporativa inicia desde as etapas desse processo. A postura do recrutador influencia diretamente a forma com que o mercado vê a empresa, antes, durante e depois do recrutamento.

Quando lidamos com candidatos que não foram bem-sucedidos na tentativa de conquistar a vaga, estamos falando de elementos decisivos na formação dessa imagem. Por isso, adote uma postura cordial, respeitosa e profissional na hora de dar o retorno.

Todos gostam de reconhecimento

Verdade seja dita, todos aqueles que se propõem a realizar uma atividade gostam do reconhecimento promovido por cada ação. E quem participa de uma seleção de emprego também merece esse feedback.

Mesmo que a resposta seja negativa, tente mostrar ao candidato que todo o esforço para a participação foi válido. Procure usar palavras de incentivo na hora de passar essa mensagem, enfatizando o que foi considerado, mas infelizmente não estava adequado às exigências da empresa.

Nesse momento, ser específico ao destacar pontos positivos e falhas ajuda muito. Adote um tom de agradecimento, mas sempre excluindo uma postura de “puxa-saquismo”. Bajular um candidato reprovado pode surtir o efeito contrário, pois ele questionará o porquê de não ter sido selecionado.

Esperamos que tenha ficado mais claro como dar feedback negativo aos candidatos participantes de uma seletiva de emprego pode contribuir de maneira positiva para a imagem da empresa perante o mercado e com a evolução do profissional que esteve concorrendo à vaga.

Quando essas informações são bem recebidas e o indivíduo realmente se empenha em melhorar, nada impede de ele ser contratado no futuro e revelar-se uma peça essencial para o bom andamento da empresa.

Uma postura adequada da gestão de RH facilita que todos saiam ganhando. Portanto, continue aprimorando seus conhecimentos e leia, agora mesmo, este outro artigo sobre os tipos de feedback. Boa leitura!

ebook manual contratação eficiente