Escolha uma Página

Você sabe como elaborar um plano de cargos e salários adequado à realidade da sua organização? Prática importante tanto para a empresa como para os funcionários, esse plano pode garantir uma estruturação bem-sucedida de carreiras.

Um gestor de RH de excelência deve dominar o assunto e estar sempre traçando planos de aprimoramento dessa estratégia. Portanto, conhecer as principais regras de implementação pode ser fundamental para manter a saúde dessa prática na companhia.

Pensando nessa importante demanda organizacional, preparamos um artigo contendo as principais orientações sobre como elaborar um plano de cargos e salários de sucesso na sua organização. Confira!

Conheça o plano de cargos e salários

O plano de cargos e salários é uma ferramenta gerencial para a estruturação de carreiras e remunerações profissionais de uma organização. Dessa forma, o funcionário terá a perspectiva de sua evolução salarial e funcional.

Também chamado de PCCS — Plano de Cargos, Carreiras e Salários — objetiva analisar, atualizar e equilibrar a estrutura de cargos e funções por meio de regras que controlem questões monetárias e estabeleçam parâmetros técnicos, além de critérios para progressão, promoção, benefícios e mapa de carreira.

Para que se crie um ambiente motivado e produtivo, é importante que os gestores de Recursos Humanos saibam gerir bem os cargos e salários, de forma que a legislação trabalhista seja respeitada e não haja incoerências na política salarial. Entre as principais vantagens de uma boa implantação desse aspecto, destacamos:

  • aumento da satisfação de funcionários;
  • aumento de produtividade;
  • diminuição do efeito “rádio-peão” ou “rádio-corredor”.

Uma série de fatores corrobora para a importância da implementação de um plano de cargos e salários. Por meio dessa ferramenta, o gestor terá uma garantia maior de equilíbrio das atribuições internas e externas, além de uma distribuição de responsabilidades mais eficiente.

O plano também inibe os riscos de ações na Justiça do Trabalho, principalmente em relação à equiparação salarial, já que os funcionários conhecerão previamente a política e saberão o porquê das promoções e progressões de carreira.

Domine os principais critérios de um plano de cargos e salários

A elaboração completa do plano de cargos e salários depende do conhecimento dos critérios de estruturação. Saiba agora alguns dos principais fatores de embasamento na criação do PCS.

Regras da administração salarial

As regras de administração salarial devem ser compatíveis com a legislação trabalhista e com o mercado. Dessa forma, você manterá a motivação para que os candidatos ingressem nos cargos da empresa.

Definição de atividades e requisitos

É importante definir quais os requisitos necessários para uma contratação, promoção ou progressão. Além disso, defina as atividades que cada função realizará, criando uma rotina apropriada para cada cargo.

Critérios para promoção

Nesse critério, o gestor deve criar condições justas de promoção para que o colaborador tenha a noção exata de como e quando ele poderá alcançar um novo status na organização.

Progressão de carreira

Esse fator determina a evolução de cargos e fornece uma visão ao colaborador de onde ele pretende chegar. De acordo com esse fator, o funcionário só progride quando conclui etapas importantes de produtividade e avaliação.

Mapa de carreira

Um mapa de carreira auxilia gestores e funcionários a estabelecerem caminhos de evolução e a realizarem escolhas. Dessa forma, o colaborador poderá se antecipar aos requisitos exigidos em cada cargo.

Benefícios

Uma boa política de benefícios ajuda a manter a motivação dos funcionários. A implementação de benefícios especiais pode colaborar para uma produtividade melhor. Já a ausência de benefícios mais básicos pode levar a um nível de insatisfação no trabalho.

Elabore um bom plano de cargos e salários

Para implementar um plano de cargos e salários em sua organização, distribua o processo em etapas diferentes. A partir de agora, vamos falar um pouco sobre cada uma delas. Acompanhe.

Organização e planejamento do trabalho

Nesse primeiro momento, é importante que o gestor analise o funcionamento atual da organização. Os principais aspectos a serem avaliados são as políticas internas, o alinhamento estratégico e administrativo e as hierarquias, além de outras funções.

Divulgação

Estabeleça um processo comunicativo claro e transparente, envolvendo todos os colaboradores sobre os objetivos e a metodologia que será utilizada para a implementação do plano.

Levantamento de atribuições

Identifique todas as funções atuais e crie entrevistas e/ou questionários que ajudem a elaborar as descrições de cargo. Por meio dessa etapa, será possível analisar, uniformizar e padronizar os cargos.

Descrições de cargo

Realize os detalhamentos das funções relatando como e para que cada cargo é explorado. A partir disso, você terá o arcabouço necessário para definir especificações, habilidades e competências para o desempenho de cada posição.

Avaliação e classificação de cargos

Adéque o valor de importância para cada cargo com o objetivo de equilibrar internamente as funções da organização. Essa etapa é importante para dimensionar e hierarquizar a estrutura funcional.

Pesquisa salarial

Nessa etapa, você fará uma pesquisa com o intuito de obter informações relevantes de comparação de estruturas entre diferentes corporações. A partir disso, encontre os níveis de remuneração adequados à sua organização.

Estruturação salarial

É nessa etapa que você deverá estabelecer os valores das faixas salariais de acordo com cada função, cargo ou categoria de cargos. Monte um sistema de evolução em que o colaborador consiga o aumento de salário por meio do crescimento de funções.

Enquadramento de cargos e salários

Nessa etapa, calcule todos os custos empresariais envolvidos na implementação do plano de cargos e salários. Defina também a estratégia de aplicação de acordo com a situação financeira da empresa.

Política de cargos e salários

Finalize o processo de criação e implementação do plano, além de estabelecer mecanismos de manutenção. A política de cargos e salários representa o conjunto de normas, procedimentos e ações que tratam das premissas da administração.

Chegamos ao final do nosso artigo! É hora de você averiguar o seu plano e traçar metas de aprimoramento de acordo com os principais critérios apresentados neste post. Caso ainda não o tenha implementado, é hora de planejar a aplicação imediatamente e enriquecer sua gestão de RH na organização.

Continue a jornada de conhecimento e amplie suas perspectivas além do plano de cargos e salários. Conheça também a diferença entre os cargos júnior, pleno e sênior!