Escolha uma Página

As pessoas são as responsáveis por levar às organizações os resultados que elas precisam para se destacar no mercado. Dessa forma, contar com um planejamento estratégico de gestão de pessoas é fundamental.

Ele é o responsável por conduzir as ações do setor de RH em prol da identificação de problemas e formulação de soluções necessárias. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura!

O que é planejamento estratégico de gestão de pessoas e como funciona?

Trata-se do direcionamento traçado pelo setor de RH para ajudar a construir uma organização mais competitiva por meio da gestão de pessoas.

O planejamento também é indispensável para conferir ao setor de Recursos Humanos uma postura mais estratégica frente à alta gestão da empresa.

Para isso, as ações devem ser estruturadas e baseadas em diagnósticos prévios. Esse trabalho deve reconhecer e entender o potencial dos talentos de uma organização a fim de evidenciar e trabalhar as capacidades de seus funcionários, ajudando a empresa a alcançar suas metas corporativas.

Nesse cenário, por meio do planejamento estratégico de gestão de pessoas, é possível estabelecer:

  • processos seletivos mais direcionados;
  • habilidades e competências a serem desenvolvidas;
  • adequações de perfis de acordo com as competências de cada profissional;
  • a demanda por novas contratações ou demissões;
  • o impacto das metas na produtividade;
  • melhora da relação entre pessoas e produtividade.

Como implantar um planejamento estratégico de gestão de pessoas?

Agora que você á sabe o que é um planejamento estratégico de gestão de pessoas, veja como implantá-lo na sua empresa!

Analise as necessidades da empresa

O primeiro passo para a implantação desse planejamento estratégico é analisar a real situação da empresa e as necessidades de adequação no que diz respeito à gestão de pessoas.

Essas adequações estão relacionadas à capacitação e ações para aumentar a produção, crescimento das vendas, fortalecimento das práticas de qualidade e outros pontos relevantes para o desenvolvimento do negócio.

Esse diagnóstico inicial irá nortear todo o trabalho de planejamento de gestão de pessoas, sendo fundamental para tornar a empresa mais competitiva e melhor preparada para os desafios internos e, principalmente, do mercado.

Avalie a capacidade do RH

É importante ser realista e verificar a realidade da empresa com relação aos seus recursos humanos, ou seja, as pessoas.

Da mesma forma, a estrutura da gestão de RH também deve ser analisada com critério, pois não adianta propor ações se você não tiver condições de executá-las.

Lembre-se que um orçamento também é necessário para dar andamento às atividades. Você precisará de recursos para a contratação de profissionais terceirizados (caso necessário) e de ferramentas tecnológicas.

Escolha as ferramentas certas

Para atingir os objetivos das ações propostas, você vai precisar contar com a ajuda da tecnologia. Pode ser uma plataforma para divulgação de novas vagas, um software para análise de perfil comportamental, um sistema para avaliação de desempenho, entrevistas de desligamento etc.

Estime as necessidades futuras

O seu planejamento estratégico de gestão de pessoas deve considerar o crescimento da empresa a médio e longo prazo.

Ao levar em consideração os fatores de crescimento do negócio, seu planejamento fica alinhado com a visão da empresa, de modo que as ações possam contribuir para a evolução da companhia, principalmente no que tange à contratação, retenção e capacitação dos melhores talentos.

Essa projeção de necessidades futuras ajuda a determinar, entre outras coisas:

  • novas ocupações necessárias para assegurar o desenvolvimento de setores da organização;
  • competências atuais e futuras com base nas responsabilidades já existentes, bem como as que surgirão a médio e longo prazo;
  • se o perfil dos funcionários atuais é coerente com as expectativas da empresa;
  • se os profissionais e as práticas de Recursos Humanos atuais serão capazes de acompanhar o crescimento da organização.

Cuide do clima organizacional

O planejamento estratégico de gestão de pessoas deve considerar ações para garantir um clima organizacional favorável ao desenvolvimento dos colaboradores e, consequentemente, da empresa.

Para tanto, é importante garantir uma comunicação interna efetiva, com reuniões face a face, veículos de comunicação bem estruturados e alimentados com frequência, ressaltando os objetivos organizacionais.

Além disso, é preciso estar atento às ações de endomarketing e de inciativas de qualidade de vida nas empresas como forma de garantir a satisfação dos funcionários e o aumento da produtividade.

Coloque as estratégias em prática

De posse do diagnóstico inicial, da avaliação dos recursos disponíveis, da definição das estratégias e alinhamento com as oportunidades futuras, chegou a hora de colocar o planejamento em prática!

Todo o processo deve começar no recrutamento e seleção, levando em consideração qual perfil profissional a empresa deseja atrair para conquistar os diferenciais que precisa no mercado.

Também é preciso dedicar tempo para as ações de treinamento e desenvolvimento, primordiais para reciclar o conhecimento dos colaboradores que já fazem parte da organização, além de capacitar e desenvolver os novatos na cultura da empresa.

Outro fator é ficar atento à remuneração e benefícios. Para reter e atrair os melhores talentos, é necessário ter uma política atrativa.

Faça o monitoramento das ações

O monitoramento das ações é fundamental para assegurar o bom desempenho do planejamento estratégico de gestão de pessoas. Para cada atividade proposta, estabeleça métricas e indicadores de desempenho.

Isso permitirá que você tenha condições de avaliar a evolução do desempenho dos funcionários e se as ações implementadas estão sendo efetivas. Essa mensuração também tornará possível identificar falhas e criar soluções para garantir que as ações tragam o resultado almejado.

Para tanto, você pode, por exemplo, aplicar avaliações de desempenho de forma regular. Com isso, é possível acompanhar a evolução dos colaboradores e ajudar a organização a atingir os objetivos traçados.

Como vimos ao longo do texto, é possível criar e implantar um planejamento estratégico de gestão de pessoas nas empresas sem grandes mistérios. Essa função cabe à gestão de RH, que deve buscar o comprometimento da alta liderança da empresa para que as ações propostas sejam realmente efetivadas.

Assim, diante das constantes transformações dos mercados, ignorar a importância desse planejamento estratégico pode colocar em risco todo o negócio, visto que empresas são feitas por pessoas e para pessoas. Logo, quanto mais eficiente o capital humano de uma organização, mais competitiva ela se torna.

Se você gostou deste post sobre planejamento estratégico de gestão de pessoas, saiba também o que é gestão por competência e como aplicar na empresa.

ebook manual contratação eficiente