Escolha uma Página

Você sabe como garantir que os funcionários da sua empresa sejam tratados de forma igualitária perante seus cargos? Estipular os deveres e os direitos de cada um é uma etapa importante desenvolvida pelos planos de cargos e salários das empresas.

Isso permite que os profissionais consigam entender a trajetória que podem traçar sua evolução salarial, o que devem desenvolver para alcançar novos cargos e avançar na carreira. Por isso, separamos para você informações importantes que vão desde o significado dos planos de cargos e salários até a forma como eles podem ser aplicados na empresa.

Ficou curioso? Não perca nem mesmo um minuto e confira este conteúdo até o final!

O que são planos de cargos e salários?

Os planos de cargos e salários são instrumentos gerenciais utilizados para descrever cada posição de trabalho da empresa e a remuneração que corresponde a ela. Ele tem como função evitar que as pessoas sejam tratadas de formas distintas entre si quando ocupam as mesmas funções.

Entre as responsabilidades dos planos de cargos e salários estão:

  • auxílio na contratação de novos colaboradores;
  • esclarecimento das expectativas da empresa sobre a função que o profissional exerce;
  • descrição dos cargos e vagas existentes na empresa e as atribuições de cada um;
  • garantia de um tratamento justo e igualitário em relação aos direitos e deveres dos funcionários;
  • apoio ao Departamento Pessoal e ao Financeiro.

Qual é a sua importância para a empresa?

A definição de planos de cargos e salários contribui significativamente para o equilíbrio empresarial. Por meio dessa ferramenta, a organização consegue comunicar com mais eficiência as suas reais expectativas sobre os funcionários, bem como demonstrar o que está disposta a oferecer em troca.

No dia a dia, isso faz uma grande diferença. Os planos de cargos e salários facilitam a jornada dos funcionários na empresa, possibilitam a ascensão entre as funções, estimulam o desenvolvimento profissional e o crescimento individual.

Além de tudo isso, também é possível perceber um aumento de clareza sobre a estrutura do negócio. Isso significa que os departamentos passam a estar desenhados cargo a cargo. Dessa forma, qualquer pessoa externa, como um consultor, pode facilmente identificar a forma como está organizada a empresa.

Isso tudo facilita a equiparação salarial, gera maior segurança tanto para a empresa quanto para os profissionais e ainda estimula uma relação trabalhista saudável.

Como fazer um ótimo plano?

Para construir planos de cargos e salários que realmente sejam eficazes, é preciso passar por algumas etapas. Veja abaixo.

1. Reúna os gestores para definir os cargos

A reunião dos principais gestores da empresa é importante para que possam ser definidos e consolidados os cargos já existentes no fluxo de trabalho. Além disso, é importante incluir todos aqueles que serão necessários em cada um dos departamentos para que o negócio atinja a eficácia.

Depois disso, é importante estabelecer de forma criteriosa o tipo de perfil profissional necessário para cada um dos cargos. Tudo isso deve ser construído com base nos principais desafios atrelados aos cargos. Para tornar o processo ainda mais preciso, é interessante fazer uso de um organograma completo da empresa.

2. Defina as responsabilidades de cada cargo

Definidos todos os cargos e também o perfil profissional que deve atender a cada um deles, é o momento de ir para a próxima etapa. Descrever as responsabilidades de cada cargo é outro processo essencial na elaboração dos planos.

Nessa descrição devem constar as atividades que precisam ser desempenhadas no dia a dia. Para isso, é importante conversar com os gestores que conhecem os fluxos de trabalho de cada departamento.

As responsabilidades são muito importantes para esclarecer aos funcionários o que eles devem fazer. Além disso, também servem para que a empresa tenha no que se apoiar caso precise fazer alguma cobrança relativa às suas expectativas sobre um determinado profissional.

3. Pesquise a faixa salarial

Como saber se um salário está abaixo ou acima da média? Se ele é justo ou não em relação às atribuições de um cargo? Uma boa pesquisa de mercado vai auxiliar a estabelecer parâmetros de remuneração para que a empresa possa comparar os valores que está disposta a oferecer com aqueles exercidos pelos seus concorrentes.

Para fixar um valor é válido realizar um benchmark com empresas do segmento e consultar sindicatos. Outro aspecto a ser lembrado é que a organização se esforce constantemente para oferecer valores superiores àqueles exercidos pelo mercado. Isso ajudará a atrair bons candidatos.

4. Defina o perfil técnico e comportamental

No primeiro passo desta lista já mencionamos a importância de definir um perfil ideal para a vaga. No entanto, isso engloba características que podem ser divididas em duas categorias:

  • perfil técnico — o perfil técnico é o conjunto das habilidades e ferramentas técnicas sobre as quais o profissional precisa ter conhecimento; além disso, ele deve demonstrar domínio sobre as tarefas que precisam ser executadas;
  • perfil comportamental — esse perfil é composto pelos traços comportamentais de cada indivíduo. Em alguns casos, é indispensável que o profissional possua perfil de liderança, habilidade de comunicação interpessoal e capacidades analíticas, por exemplo.

Nessa etapa, o mais importante é chegar a uma combinação equilibrada e que dê vazão às necessidades do cargo e do setor. Isso garantirá a eficácia da empresa no seu dia a dia.

5. Elabore uma política de cargos e salários

Essa é a etapa relativa à formalização de todas as fases anteriores. Nesse momento, o processo de criação e implantação dos Planos de Cargos e Salários (PCS) é finalizado. Para isso, são documentados todos os procedimentos, normas e ações definidas para garantir a manutenção e a administração dos cargos e dos salários.

6. Explique como funciona o processo

A comunicação é o grande trunfo dos planos de cargos e salários. Sem ela, os funcionários podem não ficar sabendo do caminho que devem trilhar e perder oportunidades incríveis. Portanto, é parte do plano a explicação sobre o funcionamento do processo e como cada profissional pode conquistar posições melhores na empresa.

Isso estimula o desenvolvimento e a motivação de cada um, fazendo com que as pessoas busquem melhorar suas práticas, expandir seus conhecimentos e ampliar suas habilidades. Dessa forma, a comunicação do plano pode servir como um guia prático para crescer na empresa.

Como os planos de cargos e salários contribuem para a empresa?

O resultado de todo esse trabalho de estruturação e esclarecimento contribui para a melhoria de diversos aspectos na empresa. Veja:

  • motivação das equipes — o primeiro benefício percebido é o aumento da motivação das equipes, que, na maioria das vezes, trabalham com mais engajamento, comprometimento e atitude, já que sabem exatamente o que precisam fazer para obter melhores resultados e conquistar avanços;
  • comunicação transparente — outro aspecto bastante benéfico é a transformação na comunicação da empresa, que passa a ser muito mais clara e objetiva, permitindo que todos os seus funcionários fiquem cientes sobre as possíveis trajetórias a serem seguidas;
  • confiança mútua — quando uma empresa define suas expectativas e um profissional concorda com elas, é estabelecido um acordo entre as partes. Com isso, ambos os envolvidos passam a desenvolver confiança de que, se fizerem sua parte, receberão algo de valor para si.

Agora que você já sabe o que são planos de cargos e salários, qual sua importância e como implementar na sua empresa, compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!

 

ebook manual contratação eficiente